Última hora

Em leitura:

Impacto do referendo italiano na União Europeia


A redação de Bruxelas

Impacto do referendo italiano na União Europeia

Itália vai votar no domingo se muda ou não a constituição do país- e este voto pode ter consequências mais alargadas. As autoridades europeias e os especialistas em Bruxelas estão preocupados com as implicações que um resultado negativo pode ter também para a União Europeia.

O primeiro-ministro Matteo Renzi disse que se demite se perder e isso pode comprometer todo o equilíbrio, já que a economia da Itália, a terceira maior da zona do euro, está mais frágil do que nunca.

Mas há outras notícias, o presidente da Tunísia esteve ontem em Bruxelas. O país é visto no Ocidente como a única história de sucesso da Primavera Árabe que começou há seis anos.

Hoje, a UE – também sob a pressão da crise migratória – está disposta a dar dinheiro para ajudar a transição democrática deste estado norte-africano, uma vez que a estabilidade na região é considerada crucial. No entanto, o presidente Baji Kaid Essebsi quer mais, como afirmou em entrevista à euronews.

Um tópico que está sempre a fazer manchetes é o Brexit. O governo britânico está a preparar-se e a prioridade número um é manter o acesso ao mercado único. Uma saída significaria uma perda grande para o comércio, trabalhos e preços. Pressionado sobre a questão em Westminster, o ministro David Davis apoiante do Brexit, disse que os britânicos considerariam pagar para se manterem no mercado único.

Para mais análise dos assuntos europeus, veja o nosso programa semanal State of the Union, na euronews a partir desta noite.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Quais as consequências do referendo italiano para a União Europeia?