This content is not available in your region

Brasil: mulher do embaixador grego morto foi detida por suspeita de autoria do homicídio

Access to the comments Comentários
De  Luis Guita
Brasil: mulher do embaixador grego morto foi detida por suspeita de autoria do homicídio

<p>A mulher do embaixador grego no Brasil encontrado morto na quinta-feira foi detida, sábado, assim como um polícia com quem mantinha uma relação extraconjugal, por suspeita de autoria do homicídio, informou a polícia.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">Crime passional: polícia pediu prisão temporária da embaixatriz Françoise Amiridis, mulher do embaixador da Grécia no Brasil morto no Rio. <a href="https://t.co/hKsIe8MHIS">pic.twitter.com/hKsIe8MHIS</a></p>— Rádio Clube do Pará (@rclube) <a href="https://twitter.com/rclube/status/814935380797558784">December 30, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>O diplomata, Kyriakos Amiridis, de 59 anos, foi encontrado morto dentro de um automóvel incendiado perto do Rio de Janeiro.</p> <p>A polícia deteve três pessoas suspeitas de envolvimento no crime: a brasileira Françoise Amiridis, mulher do Embaixador, Sérgio Gomes Moreira Filho, o polícia militar que terá confessado a autoria material do crime, e um primo do polícia, Eduardo Melo, que terá ajudado Sérgio a desfazer-se do corpo encontrado carbonizado dentro do veículo.</p> <p>O delegado da polícia, Evaristo Magalhães, afirmou, em conferência de imprensa, que se tratou de um “crime passional”.</p> <p>O delegado adiantou que “Ela (a mulher do embaixador) teria planeado, juntamente com o polícia militar, toda a organização do crime”.</p> <p>Eduardo Melo confessou à polícia que foi Françoise Amiridis quem o contratou e lhe “ofereceu pessoalmente 80.000 reais (23.300 euros)”.</p> <p>Os três suspeitos estão em prisão preventiva por 30 dias, prorrogáveis por mais 30.</p> <p>Kyriakos Amiridis foi cônsul da Grécia no Rio de Janeiro entre 2001 e 2004 e foi promovido a embaixador em Brasília no princípio de 2016.</p>