Última hora

Em leitura:

Governo da Roménia cede à pressão das ruas


Roménia

Governo da Roménia cede à pressão das ruas

Na Roménia, a população que protestava há vários dias contra um decreto-lei que despenalizava certas práticas de corrupção conseguiu uma vitória.

O governo anunciou que iria revogar o documento polémico, feito à medida para o líder do principal partido do executivo, o Partido Social-Democrata. O alegado envolvimento em casos de corrupção impediram Liviu Dragnea de assumir o posto de primeiro-ministro.

Os manifestantes prometem continuar os protestos. Pedem ainda a demissão do governo: “Estamos a meio caminho, perto de conseguir a vitória”, diz o escritor Florin Iaru.

Outra manifestante acrescenta: “Espero que retirem o decreto, mas espero, sobretudo, que se retirem do exercício do poder, porque deixámos de confiar nesta gente, Não acreditamos neste governo. Agiram de uma forma infame”.

As manifestações, que chegaram a juntar cerca de 300 mil pessoas em todo o país, foram as maiores desde a queda do regime de Ceausescu.

O PSD tinha sido afastado do poder em 2015, devido à corrupção, mas regressou, com a vitória nas eleições de dezembro.