Última hora

Última hora

Berlinale: Volker Schlöndorff de volta com comédia romântica

É a história de um escritor que viaja a Nova Iorque para lançar um livro, mas que é também uma historia de um amor falhado e que Schlöndorff diz ter muito de pessoal.

Em leitura:

Berlinale: Volker Schlöndorff de volta com comédia romântica

Tamanho do texto Aa Aa

Com Lusa e EFE

O realizador alemão Volker Schlöndorff voltou ao Festival de Cinema de Berlim- Berlinale, com “Return to Montauk”, uma comédia romântica que tem muito de biográfico.

Com Stellan Skarsgard e Nina Hoss, o filme conta a história de um escritor que viaja a Nova Iorque para lançar o seu novo livro, mas que é também uma historia de um amor falhado e que o realizador diz ter muito de pessoal.

Em declarações aos jornalistas, Volker Schlöndorff disse, no entanto, que, depois de tantas tranformações, passou a ser mais complexa a distinção entre realidade e ficção:

“Bem, há muito da minha experiencia pessoal nisto tudo. Muitos elementos da minha vida e quase nada foi inventado. Mas depois, tudo é disposto de forma diferente da realidade, pelo que, se me perguntam se é ficção ou realidade, tenho de responder ficção”.

“Return to Montauk” foi descrito pelos críticos como do melhor cinema que Schlöndorff fez em muito tempo.

O Festival de Cinema de Berlim decorre de 09 a 19 de fevereiro. Esta é a lista das 18 longas-metragens em competição:

“Have a nice day” – Liu Jian.

“Ana, mon amour” – Calin Peter Netzer.

“On the beach at night alone” – Hong Sangsoo.

“Beuys” – Andres Veiel.

“Colo” – Teresa Villaverde.

“The Dinner” – Oren Moverman.

“Django” – Etienne Comar.

“Félicité” – Alain Gomis.

“Bright Nights” – Thomas Arslan.

“Joaquim” – Marcelo Gomes.

“Mr. Long” – Sabu.

“The Party” – Sally Potter.

“Pokot” – Agnieszka Holland.

“Return to Montauk” – Volker Schlondorff.

“On Body and Soul” – Ildikó Enyedi.

“The Other Side of Hope” – Aki Kaurismaki.

“Una Mujer Fantástica” – Sebastián Lelio.

“Wilde Maus” – Josef Hader.