Última hora

Última hora

Merkel "testa" solução migratória alemã no Egito e na Tunísia

A Chanceler alemã prossegue a ronda por países africanos para discutir o tema da imigração.

Em leitura:

Merkel "testa" solução migratória alemã no Egito e na Tunísia

Tamanho do texto Aa Aa

A Chanceler alemã prossegue a ronda por países africanos para discutir o tema da imigração.

Angela Merkel aterra hoje na Tunísia, depois de uma visita ao Egito, na quinta-feira, e de uma deslocação ao Mali e ao Niger, em outubro.

No Cairo, Merkel discutiu questões como crise dos refugiados, a luta contra o terrorismo e o conflito na Líbia, com o presidente Abdel Fattah al-Sissi.

“Chegámos a acordos concretos sobre o controlo das fronteiras. O Egito fez algumas sugestões em termos de apoio técnico. Precisamos de novas discussões sobre o tema, mas a Alemanha está pronta a oferecer mais apoio nesta área”, afirmou Merkel.

A Chanceler pediu também ao Cairo que aceite o regresso de cerca de mil refugiados egípcios que solicitaram o direito de asilo na Alemanha.

A deslocação ocorre num momento em que Berlim defende a possibilidade de expulsar migrantes, da União Europeia (UE) para países terceiros como o Egito ou o Tunísia, como acontece já com a Turquia, no quadro do acordo migratório com a União Europeia.

O tema da imigração deverá dominar a campanha de Merkel que se apresenta a um quarto mandato nas eleições de setembro.

A Chanceler deverá ser confrontada, hoje em Tunes, com uma manifestação de várias ONGs europeias e africanas que, num comunicado, apelam à UE, “que se concentre antes de mais no acolhimento dos refugiados que se encontram no seu território e que apoie a consolidação do estado de direito e a luta contra o terrorismo na Tunísia”.