Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Merkel "testa" solução migratória alemã no Egito e na Tunísia

Merkel "testa" solução migratória alemã no Egito e na Tunísia
Tamanho do texto Aa Aa

A Chanceler alemã prossegue a ronda por países africanos para discutir o tema da imigração.

Angela Merkel aterra hoje na Tunísia, depois de uma visita ao Egito, na quinta-feira, e de uma deslocação ao Mali e ao Niger, em outubro.

No Cairo, Merkel discutiu questões como crise dos refugiados, a luta contra o terrorismo e o conflito na Líbia, com o presidente Abdel Fattah al-Sissi.

“Chegámos a acordos concretos sobre o controlo das fronteiras. O Egito fez algumas sugestões em termos de apoio técnico. Precisamos de novas discussões sobre o tema, mas a Alemanha está pronta a oferecer mais apoio nesta área”, afirmou Merkel.

A Chanceler pediu também ao Cairo que aceite o regresso de cerca de mil refugiados egípcios que solicitaram o direito de asilo na Alemanha.

A deslocação ocorre num momento em que Berlim defende a possibilidade de expulsar migrantes, da União Europeia (UE) para países terceiros como o Egito ou o Tunísia, como acontece já com a Turquia, no quadro do acordo migratório com a União Europeia.

O tema da imigração deverá dominar a campanha de Merkel que se apresenta a um quarto mandato nas eleições de setembro.

A Chanceler deverá ser confrontada, hoje em Tunes, com uma manifestação de várias ONGs europeias e africanas que, num comunicado, apelam à UE, “que se concentre antes de mais no acolhimento dos refugiados que se encontram no seu território e que apoie a consolidação do estado de direito e a luta contra o terrorismo na Tunísia”.