Última hora

Em leitura:

Brexit ameaça "indústria do caril"


economia

Brexit ameaça "indústria do caril"

A chamada “indústria do caril”, no Reino Unido, está em perigo. As associações do setor apontam agora o dedo ao Brexit, apesar dos problemas serem anteriores ao referendo à permanência britânica na União Europeia. Os restaurantes debatem-se com falta de mão-de-obra e os representantes do setor denunciam um logro:

“Os defensores do Brexit prometeram-nos que se os apoiássemos, eles abririam portas aos migrantes da Ásia meridional, mas isto, na verdade, não está a acontecer” – sublinha Oli Khan, da Bangladesh Caterers Association.

As dificuldades prendem-se com a substituição dos cozinheiros, a maioria está a chegar à idade da reforma, e do pessoal de sala, geralmente mal pagos.

“As pessoas com que trabalhamos atualmente são europeias, da Roménia e da Polónia, e agora vão partir, pelo que não vamos ter ninguém com quem trabalhar. Vamos ter de fechar o restaurante” – afirma Enam Ali, o proprietário do restaurante Le Raj.

Os empregados também se questionam sobre o futuro. É o caso da polaca Aga Pozniak que apesar de ter um diploma de professora trocou Lodz por Londres.

“A maioria das pessoas que chegou aqui recentemente, como eu, coloca a pergunta, devo ficar? Devo investir no meu futuro aqui? É melhor regressar? Ou devo partir para outro lugar?”

Apesar das interrogações que o problema suscita uma coisa é certa: o setor vale muito dinheiro. Estima-se que o contributo para a economia britânica ronde os 5 mil milhões de libras e que empregue cerca de duzentas mil pessoas anualmente.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

economia

Reino Unido: Taxa de inflação anual dispara para 2,3% em fevereiro