Última hora

Em leitura:

Há mais de 100 candidatos às presidenciais iranianas


Irão

Há mais de 100 candidatos às presidenciais iranianas

Abriram as candidaturas às presidenciais no Irão e já há mais de 100 candidatos. No entanto, só cerca de dez, escolhidos pelo Conselho dos Guardiães, vão a votos no dia 19 de maio.

Mostafa Mir Salim, antigo ministro da Cultura, candidata-se pela ala mais conservadora da revolução islâmica, o partido do ex-presidente Ahmadinejad. Esta fação procura um regresso ao poder, depois de afastada pelo atual presidente Hassan Rouhani, considerado um moderado: “Estou na política apoiado por um partido com 50 anos de história e quero partilhar convosco os valores da Revolução Islâmica”, disse o candidato.

A ala conservadora tem pelo menos dois outros candidatos, o clérigo Ebrahim Raisi e Hamid Baghaei, um próximo de Ahmadinejad.

Do lado reformista, apresenta-se Mehdi Khazali, um opositor do regime que esteve várias vezes preso e é animador de um blogue: “Quero eliminar as tensões com o resto do mundo e estabelecer relações baseadas numa interação mútua positiva. Não queremos hostilidade com aqueles que dizem estar em dívida para connosco”, disse.

O presidente Rouhani pode recandidatar-se, mas ainda não anunciou a decisão. Estas eleições são vistas como um referendo ao acordo com as potências ocidentais sobre a energia nuclear, que permitiu ao país continuar a enriquecer urânio, de forma limitada, com um levantamento das sanções internacionais.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Líbia

Tráfico humano na líbia: Migrantes africanos mantidos em cativeiro e vendidos como escravos sexuais