Última hora

Regime e rebeldes sírios evacuam três cidades sitiadas

O exército sírio prepara-se para retomar o controlo sobre dois bastiões dos rebeldes nos arredores de Damasco, à luz de um acordo para transferir milhares de combatentes e civis de quatro cidades…

Em leitura:

Regime e rebeldes sírios evacuam três cidades sitiadas

Tamanho do texto Aa Aa

O exército sírio prepara-se para retomar o controlo sobre dois bastiões dos rebeldes nos arredores de Damasco, à luz de um acordo para transferir milhares de combatentes e civis de quatro cidades sitiadas.

Esta manhã, os rebeldes permitiram que 5 mil pessoas abandonassem as localidades xiitas de Foua e Kafraya, nos arredores de Alepo, entre os quais cerca de 1.500 combatentes fiéis a Bashar Al-Assad.

Em troca, pelo menos três mil residentes de Madaya começaram a ser transferidos da cidade sunita cercada há dois anos pelo exército do regime.

Em Zabadani, a primeira localidade a cair nas mãos dos rebeldes, as primeiras deslocações foram adiadas para esta noite ou para a manhã de sábado.

O gesto resulta de um acordo entre o Irão e o Qatar, selado em Março, que deverá permitir a transferência de 30 mil pessoas dos territórios sitiados há mais de dois anos.

Um gesto humanitário, segundo Damasco, denunciado, no entanto, pela oposição como uma “deslocação forçada” dos rebeldes para as zonas mais distantes das grandes cidades do país.

Segundo um habitante da zona rebelde, “a situação é trágica e muito difícil para todos nós. Não há palavras para descrever os nossos sentimentos, é muito difícil abandonar a nossa aldeia, a nossa terra, o nosso bairro”.

Graças ao apoio militar russo, o exército sírio tem vindo a consolidar a sua posição no oeste do país, nomeadamente através de acordos para evacuar zonas rebeldes.

Damasco garantiu ontem que os habitantes poderão regressar a suas casas após o conflito que soma mais de 5 milhões de refugiados e mais de 6 milhões de deslocados.