Última hora

Última hora

Juncker dá "alfinetada" sobre a importância do Inglês na União

Fosse para aliviar a grande tensão por causa do Brexit ou, simplesmente, porque é o seu estilo, Jean-Claude Juncker deu mais uma alfinetada ao Reino Unido, durante uma conferência em Florença (Itália)

Em leitura:

Juncker dá "alfinetada" sobre a importância do Inglês na União

Tamanho do texto Aa Aa

Fosse para aliviar a grande tensão por causa do Brexit ou, simplesmente, porque é o seu estilo, Jean-Claude Juncker deu mais uma alfinetada ao Reino Unido, durante uma conferência em Florença (Itália), sexta-feira, sobre o “Estado da União”.

“Estou a hesitar entre o Inglês e o Francês, mas fiz a minha escolha, vou expressar-me em Francês porque lentamente, mas de forma clara, o Inglês está a perder importância na Europa”, disse o presidente da Comissão Europeia.

Os 27 Estados-membros da União Europeia (UE) já aprovaram as linhas de orientação para as negocições que classificam de “muito difíceis” e que começarão após as eleições britânicas de 8 de junho.

Juncker acrescentou que a decisão do Reino Unido de sair foi “uma tragédia”.

“Vamos negociar de forma justa com nossos amigos britânicos, mas não vamos esquecer que a UE não está a abandonar o Reino Unido, é o contrário, e isso fará a diferença nos próximos anos”, referiu ainda.

Falando em inglês, o principal negociador da Comissão Europeia para o Brexit, o francês Michel Barnier, disse que a grande prioridade “e dever moral” é garantir os direitos dos cerca de 3,2 milhões de cidadãos da UE que vivem no Reino Unido e dos cerca de 1,2 milhões de britânicos que vivem nos Estados-membros.