Última hora

Em leitura:

Barnier e Blair em defesa do acordo de paz na Irlanda do Norte


A redação de Bruxelas

Barnier e Blair em defesa do acordo de paz na Irlanda do Norte

A preservação da paz na Irlanda do Norte é uma das preocupações do Brexit e o negociador pela União Europeia visitou a fronteira entre este território britânico e a República da Irlanda.

O sinal político de Michel Barnier, sexta-feira, revela como a União Europeia tudo fará para preservar o acordo que ajudou a concluir em 1998.

Tony Blair, ex-primeiro-ministro britânico que assinou esse acordo, sublinhou que “há um desejo comum forte, independentemente de quaisquer outras questões ligadas ao Brexit, de que o caso da Irlanda do Norte seja especial e se faça todo o possível para proteger o Acordo de Sexta-Feira Santa e o processo de paz”.

“Existem desafios importantes e difíceis nesta matéria. Atualmente, temos uma área de viagem comum, através da qual as pessoas viajam livremente, de norte para sul e vice-versa, em toda a ilha da Irlanda, e é vital que assim se mantenha”, acrescentou o político trabalhista.

O Acordo de Sexta-Feira Santa pôs fim a três décadas de violência entre os protestantes unionistas, que defendem a manutenção da Irlanda do Norte como parte do Reino Unido, e os católicos republicanos, partidários de uma união com a República da Irlanda.