This content is not available in your region

Brasil: Temer apanhado em gravação a aprovar subornos

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
Brasil: Temer apanhado em gravação a aprovar subornos

<p>O presidente do Brasil, Michel Temer, está em muito maus lençóis depois de ter sido apanhado, numa gravação, a autorizar subornos pagos ao antigo presidente da Câmara os Deputados, Eduardo Cunha. A gravação é um golpe para o homem que substituiu Dilma Rousseff na chefia do Estado, depois da destituição.</p> <p>O escândalo foi <a href="https://oglobo.globo.com/brasil/dono-da-jbs-grava-temer-dando-aval-para-compra-de-silencio-de-cunha-21353935">revelado pelo jornal O Globo</a>, segundo o qual a gravação foi feita pelos donos da <span class="caps">JBS</span>, uma empresa produtora de proteína animal indiciada no processo Lava Jato, tal como Cunha, que acabaria por ser destituído e mais tarde detido. Ele que foi o principal arquiteto do processo de impugnação a Dilma Rousseff. Segundo o artigo, Temer terá oferecido dinheiro pelo silêncio de Cunha em casos comprometedores. Em São Paulo, <a href="http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/05/1884980-temer-enfrenta-protesto-e-buzinaco-apos-informacao-sobre-gravacao.shtml">os opositores ao presidente saíram à rua</a>.</p> <p>Temer apressou-se a <a href="https://oglobo.globo.com/brasil/temer-nega-ter-solicitado-pagamentos-para-obter-silencio-de-cunha-21354861">desmentir as notícias</a> avançadas pelo jornal, através de um comunicado oficial. Mas a <a href="https://oglobo.globo.com/brasil/pf-filma-indicado-por-temer-recebendo-propina-21353989">transcrição da conversa</a> entre o presidente e o patrão da <span class="caps">JBS</span>, Joesley Batista, parece comprovar os subornos. O Brasil pode vir a passar por uma situação inédita – um novo processo de destituição do presidente, um ano depois do que afastou Dilma Rousseff do Palácio do Planalto.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="pt" dir="ltr">Nota Oficial – Presidente defende “ampla e profunda investigação” sobre denúncias <a href="https://t.co/KNGm2hgdJM">https://t.co/KNGm2hgdJM</a> <a href="https://t.co/bAFBlnowBM">pic.twitter.com/bAFBlnowBM</a></p>— Agora No Planalto (@AgoraNoPlanalto) <a href="https://twitter.com/AgoraNoPlanalto/status/865016005281665024">May 18, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p>