Última hora

Falcone morreu às mãos da Mafia há 25 anos

Em leitura:

Falcone morreu às mãos da Mafia há 25 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Giovanni Falcone, o magistrado italiano que desafiou judicialmente a Mafia foi morto há 25 anos, na Sicília.

Numa mudança de modus operandi que visava o terror e a intimidação generalizadas, a Cosa Nostra destruiu o carro de Falcone com meia tonelada de explosivos matando-o e à mulher, para além de 3 agentes de segurança, a caminho do aeroporto de Palermo. A explosão de Capaci antecedeu a que atingiu Paolo Borsellino, 57 dias depois, matando também 5 polícias, na Via d’Amato, perto da casa da mãe.

http://www.euronews.com/2017/05/22/mafia-boss-shot-dead-while-riding-bicycle-in-sicily

Foi a resposta da Cosa Nostra ao mega julgamento que Falcone e Borsellino impuseram à Mafia e que a minou no gigantesco poder estabelecido que tinha.

O Presidente italiano, Sergio Matarella, cujo irmão foi também abatido pela Mafia nos anos 80, marcou presença numa cerimónia que juntou figuras de topo da autoridade italiana, familiares dos magistrados assassinados e milhares de estudantes de toda a Itália.

A assinalar 25 anos sobre a coragem do desafio ao crime organizado pago com a vida, a Itália não esquece a sua existência nos dias que correm, com um dos patrões da Mafia a ter sido morto ontem em plena luz do dia na Sicília, enquanto andava de bicicleta.