A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Falcone morreu às mãos da Mafia há 25 anos

Falcone morreu às mãos da Mafia há 25 anos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Giovanni Falcone, o magistrado italiano que desafiou judicialmente a Mafia foi morto há 25 anos, na Sicília.

Numa mudança de modus operandi que visava o terror e a intimidação generalizadas, a Cosa Nostra destruiu o carro de Falcone com meia tonelada de explosivos matando-o e à mulher, para além de 3 agentes de segurança, a caminho do aeroporto de Palermo. A explosão de Capaci antecedeu a que atingiu Paolo Borsellino, 57 dias depois, matando também 5 polícias, na Via d’Amato, perto da casa da mãe.

http://www.euronews.com/2017/05/22/mafia-boss-shot-dead-while-riding-bicycle-in-sicily

Foi a resposta da Cosa Nostra ao mega julgamento que Falcone e Borsellino impuseram à Mafia e que a minou no gigantesco poder estabelecido que tinha.

O Presidente italiano, Sergio Matarella, cujo irmão foi também abatido pela Mafia nos anos 80, marcou presença numa cerimónia que juntou figuras de topo da autoridade italiana, familiares dos magistrados assassinados e milhares de estudantes de toda a Itália.

A assinalar 25 anos sobre a coragem do desafio ao crime organizado pago com a vida, a Itália não esquece a sua existência nos dias que correm, com um dos patrões da Mafia a ter sido morto ontem em plena luz do dia na Sicília, enquanto andava de bicicleta.