Última hora

Arqueólogos chineses confirmaram que as ruínas descobertas na região autonómica de Xinjiang Uygur, no noroeste da China, são de um altar do Sol que data de há 3.000 anos. Desde o início de junho que peritos estudam este local, no caminho da antiga Rota da Seda, que acreditam ter sido construído por tribos que vivam do pastoreio, há milhares de anos. Os estudiosos concluem também que a adoração do sol, por parte dos chineses, vem de longe.