Última hora

Última hora

Direitos televisivos enriquecem futebol europeu

Em leitura:

Direitos televisivos enriquecem futebol europeu

Tamanho do texto Aa Aa

As receitas do futebol europeu registaram um novo recorde de 24,6 mil milhões de euros, na temporada passada, um aumento de 13% relativamente a 2014-1015.

Um estudo da consultora Deloitte revela que a “Premier League” inglesa permanece no topo dos mais ricos, com um resultado de 4,9 mil milhões de euros de receitas, seguido da liga alemã, espanhola, italiana e francesa.

Os chamados “Big Five” amealharam mais de 13 mil milhões de euros no exercício anterior (+12%), segundo a Deloitte, graças aos valores das transmissões televisivas – 49% das receitas – mas também graças a patrocínios e receitas do dia de jogo, em aumento de 10% relativamente à temporada passada. S

e na última década as receitas totais aumentaram para mais do dobro, as despesas estão longe de ter ficado estagnadas, nomeadamente ao nível dos salários, que representaram 8,2 mil milhões de euros no ano passado (+10%).

Longe dos 683 milhões de lucro do campeonato britânico, italianos e espanhóis foram os que mais sofreram perdas, de 39 milhões para a “Série A” e de 98 milhões de euros para a “Ligue 1”.