Última hora

Michel Temer elogia Operação Segurança e Paz no Rio

Foram destacados, para a região metropolitana da capital fluminense, cerca de 8.500 soldados.

Em leitura:

Michel Temer elogia Operação Segurança e Paz no Rio

Tamanho do texto Aa Aa

Com Agência Brasil

Os cariocas habituam-se à presença de militares na região metropolitana do Rio de Janeiro no quadro da Operação Segurança e Paz

O objetivo da missão integrada é o combate ao crime organizado em todas as suas formas. O Rio enfrenta um aumento da violência, devido à crise económica que afeta o Brasil e ao aumento do desemprego, sobretudo nas grandes metrópoles.




A Operação Segurança e Paz conta com cerca de 8.500 soldados do exército brasileiro, que colaboram com agentes das polícias municipais e federais.

A missão foi autorizada em decreto assinado pelo presidente Michel Temer. Em visita à cidade, este domingo o presidente brasileiro disse que os índices de criminalidade baixaram durante os primeiros dias da operação, que poderia ser renovada para uma segunda fase:

“Uma segunda fase é cuidar exatamente do combate mais direto, mais objetivo em relação às organizações criminosas. A questão das armas, porque é um tópico preferido, muito preocupante aqui, no Rio de Janeiro, o número de armas, que se alardeia, existentes aqui, no Rio de Janeiro”, disse Michel Temer.




A Operação Segurança e Paz está em vigor até ao dia 31 de dezembro deste ano. Se tudo correr como previsto, o presidente assina um segundo decreto que permitirá uma nova fase, a partir de um de janeiro de 2018.