Muçulmanos contra terrorismo na Catalunha

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Muçulmanos contra terrorismo na Catalunha

<p>“Somos muçulmanos, não somos terroristas”, uma das frases gritadas por membros da comunidade muçulmana em Barcelona, que sairam à rua contra o terrorismo, mais precisamente à fonte de Canaletes, o local do atentado que vitimou 13 pessoas.</p> <p>A iniciativa partiu do Centro Cultural Islâmico Catalão e agregou cerca de 100 pessoas da comunidade muçulmana, a que se juntaram vizinhos e transeuntes.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="es" dir="ltr">La Junta Islámica de España, el Instituto Halal y Federación Musulmana de España han mostrado su “rechazo e… <a href="https://t.co/C63YTc1QrZ">https://t.co/C63YTc1QrZ</a></p>— Annur Tv (@annurtv) <a href="https://twitter.com/annurtv/status/898597877160697861">August 18, 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Aziz Cetuani Farcho, marroquina a viver na Catalunha , juntou-se à manifestação: “Também somos vítimas. Porquê? porque primeiro nos dói, aquilo que aconteceu, e em segundo lugar também dói que nos enfiem a todos no mesmo saco, que nos olhem de lado, que nos insultem nas ruas.” </p> <p>Abdel Karim, também marroquino e também residente em Barcelona, diz: “Podia ter-me acontecido a mim também. Sou muçulmano, sou uma pessoa que não faz mal a ninguém. Pago os meus impostos e agradeço a este país poder ter o que quero. Não sou uma pessoa violenta. Estou desolado com o que aconteceu a estas pessoas que são apenas pessoas como eu.”</p> <p>Várias instituições islâmicas presentes em Barcelona se pronunciaram contra o atentado, entre elas a Federação do Conselho Islâmico Cultural da Catalunha, a União de Comunidades Islâmicas de Catalunha e a Associação de Amigos do Povo Marroquino.</p>