Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Muçulmanos contra terrorismo na Catalunha

Muçulmanos contra terrorismo na Catalunha
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

“Somos muçulmanos, não somos terroristas”, uma das frases gritadas por membros da comunidade muçulmana em Barcelona, que sairam à rua contra o terrorismo, mais precisamente à fonte de Canaletes, o local do atentado que vitimou 13 pessoas.

A iniciativa partiu do Centro Cultural Islâmico Catalão e agregou cerca de 100 pessoas da comunidade muçulmana, a que se juntaram vizinhos e transeuntes.


Aziz Cetuani Farcho, marroquina a viver na Catalunha , juntou-se à manifestação: “Também somos vítimas. Porquê? porque primeiro nos dói, aquilo que aconteceu, e em segundo lugar também dói que nos enfiem a todos no mesmo saco, que nos olhem de lado, que nos insultem nas ruas.”

Abdel Karim, também marroquino e também residente em Barcelona, diz: “Podia ter-me acontecido a mim também. Sou muçulmano, sou uma pessoa que não faz mal a ninguém. Pago os meus impostos e agradeço a este país poder ter o que quero. Não sou uma pessoa violenta. Estou desolado com o que aconteceu a estas pessoas que são apenas pessoas como eu.”

Várias instituições islâmicas presentes em Barcelona se pronunciaram contra o atentado, entre elas a Federação do Conselho Islâmico Cultural da Catalunha, a União de Comunidades Islâmicas de Catalunha e a Associação de Amigos do Povo Marroquino.