Última hora

Tufão Hato faz 9 mortos e deixa caos em Macau

Em leitura:

Tufão Hato faz 9 mortos e deixa caos em Macau

Tamanho do texto Aa Aa

São pelo menos nove, as vítimas mortais do mais forte tufão a assolar o território chinês de Macau desde 1968. O número de desaparecidos, acima da centena e meia, continua em aberto. Buscas estão agora a ser feitas em carros submersos, na esperança de encontrar corpos que aí tenham ficado presos.

O tufão Hato, cuja força de vento máximo sustentado é de categoria 10, a máxima, atingiu na quarta-feira passada o centro financeiro que é Hong Kong, arrancando árvores, submergindo ruas, casas e carros e forçando ao cancelamento de voos e à suspensão de transações financeiras.


Foram registados 34 feridos após a passagem do tufão por Hong Kong, onde o último de categoria 10 foi há cinco anos.

A destruição de Hato seguiu até ao antigo território português, com ventos de mais de 200 km/hora atravessando o estuário do Rio das Pérolas e a província chinesa de Guangdong.

Cerca de metade dos 600 mil residentes em Macau ficaram privados de eletricidade e os sistemas de distribuição de água e outras infraestruturas foram severamente danificados.

A maioria dos casinos do território funcionaram com normalidade, mas com recurso a geradores de reserva.

As críticas dirigem-se agora face às autoridades, acusadas de não saber gerir a aproximação do tufão e as consequências da passagem destrutiva da catástrofe natural.