Última hora

Última hora

Expatriados perdem esperança num Curdistão independente

Em leitura:

Expatriados perdem esperança num Curdistão independente

Tamanho do texto Aa Aa

O sonho de um Curdistão independente está a desvanecer-se para parte da comunidade expatriada daquela região do Iraque.

Alguns imigrantes na Bélgica até se deslocaram para votar no referendo, que foi considerado ilegal, mas já não têm muita esperança.

“Perdemos Kirkuk e perdemos muito mais. Há um problema entre políticos, entre partidos no interior do Curdistão, sendo que os EUA apoiam o governo federal do Iraque. Não sei se as coisas poderão ficar melhores”, disse Susan Said à euronews.


O exército iraquiano retomou o controle de várias localidades da região rica em petróleo, uma dos mais importantes do mundo.

“O mais importante é saber qual será o acordo de partilha das reservas petrolíferas, algo que esteve sempre no centro das desavenças. Esperemos que seja possível chegar a um acordo razoável. Obviamente, agora é mais difícil para a parte curda do que era antes do referendo, mas poderá ser alcançado sem violência e sem interferência estrangeira”, explicou o analista político Marc Pierini, do centro de estudos Carnegie Europe, em Bruxelas.