Última hora

Última hora

Duterte diz ter morto uma pessoa à punhalada aos 16 anos

Presidente filipino voltou a gerar polémica durante um discurso perante a comunidade filipina.

Em leitura:

Duterte diz ter morto uma pessoa à punhalada aos 16 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Já se tinha comparado a Adolf Hitler, mas o Presidente filipino diz agora que matou uma pessoa à punhalada quando era apenas um adolescente.

Rodrigo Duterte fez a revelação, tão polémica como incendiária, durante um discurso perante a comunidade filipina para defender a luta contra o tráfico de drogas.

Foi esta quinta-feira, na véspera do Fórum de Cooperação Económica da Ásia-Pacífico, em Danang, no Vietname.

“Quando era adolescente entrava e saía da prisão, por lutas. Aos 16 anos já tinha morto uma pessoa. Uma pessoa de verdade, numa luta, à punhalada. Tinha apenas 16 anos. Foi por causa de um simples olhar. Quanto mais agora que sou presidente”, disse Rodrigo Duterte.

Durante a declaração, Duterte também ameaçou “esbofetear” Agnès Callamard, enviada especial da ONU para investigar denúncias de execuções sumárias ou arbitrárias.

Eleito em 2016 prometeu erradicar o narcotráfico no país. Desde que Duterte chegou ao poder, a polícia anunciou ter morto mais de três mil pessoas.