Última hora

Última hora

Tunísia vive novos confrontos depois de morte de jovem

Em leitura:

Tunísia vive novos confrontos depois de morte de jovem

Tamanho do texto Aa Aa

Na Tunísia, a polícia fez cerca de 200 detenções e várias dezenas de pessoas ficaram feridas, depois de uma segunda noite de confrontos contra as medidas de austeridade impostas pelo governo e subida nos preços dos produtos básicos. 

As manifestações, por vezes violentas, e confrontos com a polícia, aconteceram um pouco por todo o país. As mais quentes foram em Tebourba, a 30 quilómetros da capital Tunes, onde foi a enterrar um jovem morto nos distúrbios, na segunda-feira. A polícia nega que o tenha morto.

Os incidentes acontecem sete anos depois da queda do regime de Ben Ali, causada por uma vaga de manifesatações que acabaram por desencadear a chamada "Primavera Árabe".

No meio da confusão, houve quem tenha aproveitado para fazer ataques antissemitas. Na ilha de Djerba, onde vive a principal comunidade judia da Tunísia, uma sinagoga com 2500 anos foi atacada com dois cocktails Molotov. O ataque não fez feridos nem vítimas. Já em 2002 o templo tinha sido alvo de um ataque.