This content is not available in your region

Inundações em França

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Inundações em França

Em França, no que toca as temperaturas, Janeiro foi, até à data, o mês mais quente desde 1900.

Quanto à precipitação, um fluxo oceânico rápido e persistente, aliado a 4 tempestades desde o início do mês põe a pluviometria em níveis acima do referencial e já muito excedentária na quase totalidade do território.

Inundações são o resultado visível da chuva abundante com solos já muito húmidos. 

Em Lyon, com dois rios que convergem, o Ródano subiu para 2 metros e oitenta o habitual metro em que se fixa. Um residente na cidade diz-nos:

"Passei toda a minha infância sobre os cais e raramente vi cheias como estas, é mesmo impressionante."

"O Saône tem cheias há anos. Em geral, acontece todos os invernos. No entanto, este ano é excepcional por comparação com o Ródano, que não é habitual ver tão cheio. A confluência dos dois rios é catastrófica", acrescenta uma outra munícipe.

As margens do Ródano foram inundadas e, em parte, fechadas, a primeira vez desde as obras de 2007.

Os pisos inferiores dos estacionamentos mais próximos foram evacuados e fechados, numa cidade já de difícil estacionamento, o que aumenta as preocupações dos comerciantes no centro da cidade.

À semelhança de outras regiões do país, a região Auvergne Rhône-Alpes permanece em alerta mesmo que as previsões meteoreológicas prevejam um tempo menos chuvoso no sábado e no domingo.