Última hora

Última hora

Inundações em França

Em leitura:

Inundações em França

Inundações em França
Tamanho do texto Aa Aa

Em França, no que toca as temperaturas, Janeiro foi, até à data, o mês mais quente desde 1900.

Quanto à precipitação, um fluxo oceânico rápido e persistente, aliado a 4 tempestades desde o início do mês põe a pluviometria em níveis acima do referencial e já muito excedentária na quase totalidade do território.

Inundações são o resultado visível da chuva abundante com solos já muito húmidos. 

Em Lyon, com dois rios que convergem, o Ródano subiu para 2 metros e oitenta o habitual metro em que se fixa. Um residente na cidade diz-nos:

"Passei toda a minha infância sobre os cais e raramente vi cheias como estas, é mesmo impressionante."

"O Saône tem cheias há anos. Em geral, acontece todos os invernos. No entanto, este ano é excepcional por comparação com o Ródano, que não é habitual ver tão cheio. A confluência dos dois rios é catastrófica", acrescenta uma outra munícipe.

As margens do Ródano foram inundadas e, em parte, fechadas, a primeira vez desde as obras de 2007.

Os pisos inferiores dos estacionamentos mais próximos foram evacuados e fechados, numa cidade já de difícil estacionamento, o que aumenta as preocupações dos comerciantes no centro da cidade.

À semelhança de outras regiões do país, a região Auvergne Rhône-Alpes permanece em alerta mesmo que as previsões meteoreológicas prevejam um tempo menos chuvoso no sábado e no domingo.