Última hora

Última hora

Dili e Camberra com acordo para gás e plano para fronteira marítima

Em leitura:

Dili e Camberra com acordo para gás e plano para fronteira marítima

Tamanho do texto Aa Aa

Timor-Leste e Austrália chegaram a acordo na questão da fronteira marítima, tendo criado um plano inicial para o desenvolvimento das plataformas de gás offshore Greater Sunrise.

A informação foi avançada peloTribunal Permanente de Arbitragem, com sede em Haia, nos Países Baixos.

O acordo permite a partilha dos lucros obtidos na plataforma de exploração de gás, que terão em conta "diferentes modelos de desenvolvimento," diz o comunicado de imprensa da CPA, a que teve acesso a Euronews.

Espera-se que seja estabelecida uma fronteira no Mar de Timor pela primeira vez desde a independência do país.

Em 2017, a Austrália concordou com a exigência de Dili, que pôs fim à divisão dos lucros do projeto de exploração em partes iguais. Ambos países se comprometeram com um prazo de 50 anos para a negociação de uma fronteira marítima permanente.

Timor poderia assim beneficar de até 80% dos lucros.

A verdade é que a Austrália queria uma fronteira que acompanhasse a plataforma continental, mas Dili insistiu numa divisão a meia distância entre as duas ilhas, numa decisão que coloca grande parte da zona a ser explorada no pela Greater Sunrise em território controlado por Timor.

Para além da Greater Sunrise, projeto de exploração conta com a presença de empresas como a ConocoPhillips, a Royal Dutch Shell e a Osaka Gas.

Estima-se que a zona conte com mais de 4 biliões de metros cúbicos de gás e que permita extrair até 226 milhões de barris, num valor estimado de mais de 35 mil milhões de euros.