Última hora

Última hora

Ataque em França: Afinal está vivo português dado como morto

Em leitura:

Ataque em França: Afinal está vivo português dado como morto

Ataque em França: Afinal está vivo português dado como morto
© Copyright :
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

O português que foi dado como morto pelas autoridades francesas, no ataque desta sexta-feira, em Trèbes, no sul da França, afinal etá vivo, confirmado entretanto pelo Secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro.

O ataque provocou quatro mortos e quinze feridos, um deles em estado grave (o português).

O ataque foi da autoria de um marroquino de 26 anos que disse estar ao serviço do Estado Islâmico.

Durante o ataque, um dos agentes policiais trocou de lugar com um dos reféns, deixou um telemóvel ligado enquanto estava no interior do supermercado, o que veio a ajudar a que a operação terminasse.

O autor acabou por ser abatido pela polícia e o agente oficial acabou por não resistir aos ferimentos provocados pelo atacante.

O atacante já tinha sido investigado pelas autoridades francesas mas não estava referenciado como um caso de radicalização.

Gerard Collomb, Ministro do Interior da França, disse aos jornalistas que "chegou a haver investigação" ao autor,mas que "não havia" sinais de "radicalização", e que o atacante "agiu de repente, quando já estava sob vigilância."

Durante o ataque, que durou algumas horas, o autor exigiu a libertação de Salah Abdeslam, considerado um dos responsáveis pelo ataque terrorista de Novembro de 2015, em Paris.