Última hora

Última hora

Ataque a base da ONU na República Centro-Africana

Em leitura:

Ataque a base da ONU na República Centro-Africana

Tamanho do texto Aa Aa

Homens armados, não identificados, abriram fogo contra uma base da Organização das Nações Unidas na capital da República Centro-Africana, Bangui. O incidente ocorreu na noite de domingo mas a ONU só agora o divulgou. Os atiradores dispararam, contra o local onde estão as forças de paz egípcias e jordanas. O tiroteio durou cerca de 30 minutos mas não fez mortos ou feridos, de acordo com o porta-voz da ONU, Vladimir Monteiro, à agência Reuters.

Este incidente acontece depois de um outro que terminou com pelo menos um civil morto e dezenas de outras pessoas feridas, entre elas vários elementos das forças da ONU, incluindo um militar português que sofreu ferimentos ligeiros provocados por estilhaços de uma granada ofensiva. Tratou-se de um cerco dos capacetes azuis no bairro PK5 que permitiu a detenção de sete indivíduos e a recolha de documentos de grupos criminosos.

Portugal é um dos países que faz parte da missão da ONU, MINUSCA, destacada na República Centro Africana.

Esta segunda-feira, dezenas de pessoas protestaram frente à base da ONU em Bangui, pedindo que abandone o PK5.

A um de abril uma patrulha constituída por militares portugueses foi alvo de um ataque de um grupo armado à passagem pelo mesmo bairro muçulmano da capital.