Última hora

Última hora

Mexicanos vão às urnas numa campanha marcada pela violência

Em leitura:

Mexicanos vão às urnas numa campanha marcada pela violência

Eleições presidenciais no México
Tamanho do texto Aa Aa

No México os eleitores escolhem este domingo um novo presidente. Quatro candidatos concorrem para a liderança do país

O candidato de esquerda, Andres Manuel Lopez Obrador, lidera a maioria das sondagens com uma vantagem superior a 20 pontos. O antigo presidente da câmara da Cidade do México concorre pela terceira vez sob o lema do combate à corrupção.

O candidato capitalizou com o desencanto generalizado criado por anos de corrupção e violência.

O mais jovem dos quatro candidatos presidenciais, Ricardo Anaya, de 39 anos de idade, lidera o Partido de Ação Nacional, PAN.

A representar o partido no poder, PRI, está Jose Antonio Meade, que não faz parte dos quadros do partido, mas que tem experiência pois já ocupou cinco postos ministeriais ao serviço do PAN e do PRI. A experiência prévia de Meade, de 49 anos de idade, inclui as pastas dos negócios estrangeiros, desenvolvimento social, energia e finanças.

No entanto, a campanha eleitoral foi marcada por níveis elevados de violência.

Desde o início da campanha que pelo menos 133 pessoas já perderam a vida em resultado de incidentes relacionados, direta ou indiretamente, com as eleições.

Entre as vítimas contam-se 20 candidatos e 28 pré-candidatos para mandatos locais.

No total estão em jogo 18 mil mandatos em todo o país.