Última hora
This content is not available in your region

Mexicanos vão às urnas numa campanha marcada pela violência

Access to the comments Comentários
De  Joao Duarte Ferreira
euronews_icons_loading
Eleições presidenciais no México
Eleições presidenciais no México
Tamanho do texto Aa Aa

No México os eleitores escolhem este domingo um novo presidente. Quatro candidatos concorrem para a liderança do país

O candidato de esquerda, Andres Manuel Lopez Obrador, lidera a maioria das sondagens com uma vantagem superior a 20 pontos. O antigo presidente da câmara da Cidade do México concorre pela terceira vez sob o lema do combate à corrupção.

O candidato capitalizou com o desencanto generalizado criado por anos de corrupção e violência.

O mais jovem dos quatro candidatos presidenciais, Ricardo Anaya, de 39 anos de idade, lidera o Partido de Ação Nacional, PAN.

A representar o partido no poder, PRI, está Jose Antonio Meade, que não faz parte dos quadros do partido, mas que tem experiência pois já ocupou cinco postos ministeriais ao serviço do PAN e do PRI. A experiência prévia de Meade, de 49 anos de idade, inclui as pastas dos negócios estrangeiros, desenvolvimento social, energia e finanças.

No entanto, a campanha eleitoral foi marcada por níveis elevados de violência.

Desde o início da campanha que pelo menos 133 pessoas já perderam a vida em resultado de incidentes relacionados, direta ou indiretamente, com as eleições.

Entre as vítimas contam-se 20 candidatos e 28 pré-candidatos para mandatos locais.

No total estão em jogo 18 mil mandatos em todo o país.