Última hora

Última hora

Polícia acredita que "novichok" que matou mulher estava numa garrafa

Em leitura:

Polícia acredita que "novichok" que matou mulher estava numa garrafa

Polícia acredita que "novichok" que matou mulher estava numa garrafa
© Copyright :
REUTERS/Henry Nicholls
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia britânica acredita ter encontrado a fonte do novichok que matou uma mulher em Amesbury, no sudoeste de Inglaterra, e deixou o parceiro em estado crítico no hospital.

Os agentes da brigada de contraterrorismo encontraram uma garrafa com o agente neurotóxico na casa onde o casal habitava, no condado de Wiltshire.

Seis dias após o início das investigações, as autoridades acreditam que Dawn Sturgess, que morreu este mês, e o companheiro, Charles Rowley, tenham sido infetados por volta do dia 30 de junho.

As investigações continuam. A polícia tenta agora perceber como a garrafa com o agente neurotóxico chegou até ao casal.

Os especialistas em armas químicas testam a substância para apurar se pertence ao mesmo lote daquele que foi usado na Grã-Bretanha quatro meses antes em Salisbury, e que envenenou o antigo espião russo, Sergei Skripal e a filha.

Caso pertençam ao mesmo lote, isso significa que quem ordenou o ataque aos Skripal seria suspeito na investigação de assassinato iniciada após a morte de Dawn Sturgess.