This content is not available in your region

Itália processa capitão de navio de ONG humanitária

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Itália processa capitão de navio de ONG humanitária

A Procuradoria da região de Agrigento, em Itália, vai acusar o capitão do navio "Mare Jonio" de favorecer a imigração ilegal e de violar o artigo 12 do código de navegação.

A embarcação da organização não-governamental Mediterranea Saving Humans foi apreendida, na terça-feira após ter aportado na ilha de Lampedusa com 49 migrantes a bordo, resgatados na segunda-feira, no Mar Mediterrâneo.

A ordem de apreensão partiu do ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, que acusou a ONG de violar o bloqueio dos portos do país para embarcações de entidades humanitárias a operar no Mediterrâneo e de "tráfico de seres humanos".

Inicialmente, o "Mare Jonio" foi impedido de entrar no Porto de Lampedusa, mas devido à aproximação de uma tempestade, foi escoltado pela polícia até terra.

Os 49 migrantes foram resgatados após a embarcação de borracha, onde seguiam, ter começado a meter água a cerca de 68 quilómetros da costa da Líbia.