This content is not available in your region

Procuradores pedem prisão perpétua para Vadim Shishimarin

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Vadim Shishimarin no tribunal
Vadim Shishimarin no tribunal   -   Direitos de autor  Roman Hrytsyna/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

Os procuradores ucranianos pedem prisão perpétua para Vadim Shishimarin, o primeiro soldado russo a ser julgado por crimes de guerra em Kiev.

Acusado de disparar contra um civil que falava ao telefone enquanto andava de bicicleta no dia 28 de fevereiro, Shishimarin explicou que disparou em obediência a ordens para evitar ser localizado pelas tropas ucranianas.

Dirigindo-se à viúva da sua vítima disse: "Declaro-me culpado. Sei que não me poderá perdoar, mas mesmo assim peço-lhe perdão por tudo o que fiz".

Outros julgamentos se seguirão. O Ministério Público ucraniano está a preparar processos de acusação de crimes de guerra contra 41 soldados russos.