This content is not available in your region

Suspeito detido no tiroteio na Dinamarca tem 22 anos

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com B.T.
euronews_icons_loading
AP
AP   -   Direitos de autor  Olafur Steinar Rye Gestsson/AP

Dois jovens e um homem de 40 anos morreram e outras três pessoas estão estado crítico depois de um homem entrar a disparar num centro comercial em Copenhaga, na Dinamarca. O alegado atirador tem 22 anos e foi detido no local vinte minutos depois de disparado o primeiro tiro. As motivações do ataque ainda estão por explicar.

O tiroteio aconteceu ao final da tarde deste domingo, às 17h30, hora local, num dos maiores shopping do país. Centenas de pessoas correram, em desespero, para fora do edifício.

"É puro terror. É horrível. Perguntamo-nos como é que uma pessoa pode fazer isto a outros seres humanos."
Hans Christian Stoltz
Dinamarquês

Uma testemunha contou aos jornalistas que ouviu dez tiros e correu imediatamente para uma casa de banho para se esconder, onde estavam outras dez pessoas. "Estava muito abafado, esperámos e estávamos com muito medo. Foi uma experiência terrível.", descreveu. 

Vídeo filmado no momento do tiroteio:

Na mesma zona, no exterior, estavam centenas de pessoas que esperavam por um concerto do cantor britânico Harry Styles, espetáculo que acabou por ser cancelado.

Hans Christian Stoltz, pai de duas jovens que iriam ao concerto, considera o ataque "puro terror". "É puro terror. É horrível. Perguntamo-nos como é que uma pessoa pode fazer isto a outros seres humanos.". 

As fotografias captadas no local mostram o terror na cara de quem testemunhou o ataque. A primeira-ministra da Dinamarca pediu às pessoas calma e união "nestes tempos difíceis".

O tiroteio acontece uma semana e meia depois de um homem abrir fogo num bar gay, em Oslo, no país vizinho, na Noruega, ataque onde morreram duas pessoas e 21 ficaram feridas. 

Ver informações ao minuto