Marroquinos festejam vitória histórica no Mundial

Access to the comments Comentários
De  Verónica Romano
Fãs de Marrocos festejam o triunfo da seleção de futebol na praça da Puerta del Sol, em Madrid, esta terça-feira
Fãs de Marrocos festejam o triunfo da seleção de futebol na praça da Puerta del Sol, em Madrid, esta terça-feira   -   Direitos de autor  AP Photo/Andrea Comas

A vitória histórica da seleção marroquina contra Espanha foi celebrada pelo mundo fora. Esta terça-feira, Marrocos ganhou 3-0 nos penáltis depois de 120 minutos de jogo onde os golos não passaram de intenções.

É a primeira vez que Marrocos, ou qualquer nação árabe, chega aos quartos de final do Campeonato Mundial de futebol. Portanto, os fãs não se contiveram nos festejos, no país e fora dele. 

Até o Rei de Marrocos, dentro do carro, foi apanhado no meio das jubilosas comemorações que decorriam nas ruas da capital, Rabat. 

No Qatar, os jogadores vitoriosos saltaram e cantaram ao lado dos apoiantes, à porta do hotel. 

Em Paris, os fãs da seleção pararam o trânsito. França é o país europeu onde vive o maior número de marroquinos - mais de um milhão de emigrantes e seus descendentes. As celebrações também agitaram algumas cidades em Espanha, onde residem mais de 760 mil marroquinos.

Os espanhóis levaram as mãos à cabeça perante a terceira grande competição internacional consecutiva em que são eliminados nas grandes penalidades. Foram afastados do Mundial de 2018 pela anfitriã Rússia, também nos oitavos-de-final, e do Europeu de 2020, pela Itália, nas meias-finais. A novidade é que, desta vez, a bola não entrou na baliza do adversário uma única vez.

Portugal é o próximo alvo a abater. Marrocos defronta a seleção das quinas no sábado à tarde.