Cada vez mais casais vão dar o nó ao Dubai

Cada vez mais casais vão dar o nó ao Dubai
Direitos de autor  euronews   -   Credit: Dubai
De  Sarah Hedley Hymers

Estima-se que o mercado de casamentos no Médio Oriente valha mais de 4 mil milhões de euros e que, para um número crescente de casais, a viagem até ao altar os conduza ao Dubai. Com sol durante todo o ano, salões de baile e praias de cinco estrelas, e igrejas e templos multi-fé, a indústria em expansão é um grande negócio.

Casamento Fácil

O Dubai facilita casamentos para pessoas de todas as nacionalidades e denominações religiosas, tanto do interior dos EAU como do exterior.

"Avaliamos a situação e com base na religião, nacionalidade e residência e oferecemos-lhes as melhores opções, aconselhamento jurídico e solução para se casarem legalmente", diz o cofundador do Easy Wedding Dubai, Florian Ughetto. "Quase qualquer pessoa pode ter um casamento religioso no Dubai, com o Dubai a reconhecer todas as religiões oficiais. As pessoas precisam de ser residentes e da mesma religião, e então poderão dar o nó à frente da sua autoridade religiosa". Alternativamente, quase qualquer pessoa pode ter casamentos civis nos Emirados Árabes Unidos. Isto acontece a uma hora de carro do Dubai, na capital, Abu Dhabi, onde residentes e turistas podem dar o nó.

Quando se trata de planear a celebração, a crescente indústria de casamentos do Dubai pode facilitar todos os estilos de cerimónias, desde o íntimo ao luxuoso. O Bride Club Middle East é uma plataforma online onde são recomendados vendedores controlados, desde os organizadores de casamentos até aos floristas.

"Pense em grande e o Dubai dá-lhe o que quer", diz a fundadora do Bride Club Middle East, Rhiannon Downie-Hurst.

Pense em grande e o Dubai dá-lhe o que quer.
Rhiannon Downie-Hurst
Fundadora do Bride Club Middle East

Os vendedores recomendados vão desde planeadores e celebrantes de casamentos a floristas artesanais, tais como Âme Artistic Studio na Avenida Alserkal. Aqui, as flores podem ser moldadas e estilizadas em fúcsia e ameixas escuras ou em ramos tradicionais de rosas rosa pálido; os arcos florais são "Instagram-friendly" e as mesas florais em cascata também estão atualmente em tendência.

Tasneem Alibhai, planeadora de casamentos no Dubai, diz: "Os pedidos mais invulgares que tenho são normalmente dos nossos clientes indianos, onde o noivo quer chegar num helicóptero ou numa moto-quatro, ou ter um tigre numa procissão. Desde tigres a elefantes e cavalos".

Tasneem diz que os casamentos no Dubai podem custar qualquer coisa entre 5.000 euros até 100.000 euros, mas ela acrescenta: "O bom do Dubai é que não se paga uma taxa de local de casamento. Paga-se o mínimo gasto na propriedade e isso pode ser reembolsado".

Do fato aos outros detalhes

O traje do casamento é outro custo considerável. Numa das principais boutiques de noivas do Dubai, Rebekah's Bridal & Occasion Wear, os vestidos de noiva começam a partir de 1.200 euros e podem custar até 6.000 euros, se muito elaborados.

As noivas que viajam para o Dubai para o seu grande dia não precisam de levar os seus vestidos; podem conseguir um quando chegam.

"A magia da tecnologia permite-nos discutir estilos de vestuário, tipos de tecido e até fazer medições online", diz a proprietária da boutique e estilista Jessy Rebekah. "A noiva pode vir uma semana antes do casamento para completar o vestido. O mesmo para as damas de honor, o que é útil para pessoas cujas damas de honor vêm de todo o mundo".

Com casamentos religiosos limitados a residentes da mesma religião, a maioria das cerimónias de casamento no Dubai são conduzidas por mestres-de-cerimónias.

"O papel do mestre-de-cerimónias é basicamente o mesmo que o de um reverendo ou padre numa igreja, mas estas cerimónias podem ser mais personalizadas e podem ter lugar em qualquer local", diz a mestre-de-cerimónias local Theresa Du Toit. "Realizei cerimónias nos locais mais surpreendentes, hotéis cinco estrelas como Waldorf-Astoria Dubai Palm Jumeirah, o deserto e jardins privados. No Dubai, podemos oferecer o que quer que seja".