Última hora

Última hora

Coordenador anti-terrorismo da UE apoia separação de radicais nas prisões

Poucos dias após os atentados de Paris o coordenador anti-terrorismo da União Europeia, Gilles de Kerchove explicou à euronews que planos estão em marcha a nível comunitário. Kerchove comentou ainda

Em leitura:

Coordenador anti-terrorismo da UE apoia separação de radicais nas prisões

Tamanho do texto Aa Aa

Frédéric Bouchard, euronews:
“Está satisfeito com as respostas da União Europeia? Tem-se falado muito da entrada em vigor do registo para os passageiros aéreos.”

Gilles de Kerchove, coordenador anti-terrorismo UE:
“É uma necessidade absoluta: no início do fenómeno dos combatentes estrangeiros, conseguimos identificar cerca de 60% dos candidatos. 40% passou pelos radares e conseguimos perceber que tinham estado na Síria porque publicavam fotografias no facebook ou no twitter. É necessário aumentar este valor e um dos meios é este PNR”.

Frédéric Bouchard, euronews:
“O primeiro-ministro francês, na reação aos atentados, deu várias pistas do que pode ser feito, incluindo separar os islamitas radicais que estão presos do resto dos detidos. O que pensa destas propostas de Manuel Vals.

Gilles de Kerchove, coordenador anti-terrorismo UE:
Acredito que haja um enorme perigo quando se misturam pessoas que estiveram na Síria e o resto dos delinquentes. Aliás como nos mostrou Coulibaly. Qualquer pessoa que tenha estado na Síria, mesmo que não tenha estado na primeira linha de combate, quando regressa passa a ser um herói e pode inspirar outros. Mas, para além da separação dos jihadistas, são necessários também programas de reabilitação.