Última hora

Última hora

França e Rússia vão coordenar esforços na luta contra o Estado Islâmico

François Hollande também conseguiu convencer Vladimir Putin a não bombardear os grupos que combatem os jihadistas no terreno, leia-se, a oposição síria.

Em leitura:

França e Rússia vão coordenar esforços na luta contra o Estado Islâmico

Tamanho do texto Aa Aa

França e Rússia vão “coordenar” os seus ataques contra o autoproclamado Estado Islâmico, na Síria. Os dois países vão também aprofundar a troca de informações e François Hollande conseguiu convencer Vladimir Putin a não bombardear os grupos que combatem os jihadistas no terreno, leia-se, a oposição síria.

Numa maratona diplomática que já passou por Washington e incluiu encontros com David Cameron e Angela Merkel, o presidente francês deslocou-se esta quinta-feira a Moscovo para discutir a intensificação da luta contra o autoproclamado Estado Islâmico, grupo que reivindicou responsabilidade pelos atentados de Paris.

O abate de um avião de combate russo pela Turquia e a crise na Ucrânia foram também temas da conversa entre os dois chefes de Estado, que voltam a encontrar-se segunda-feira, em Paris, no arranque da conferência do clima.