Última hora

Última hora

Rússia: autoridades começam a analisar caixa negra de avião abatido por míssil turco

Autoridades russas começaram hoje a analisar a caixa negra do avião russo que a 24 de novembro foi abatido por um míssil turco. Os resultados devem

Em leitura:

Rússia: autoridades começam a analisar caixa negra de avião abatido por míssil turco

Tamanho do texto Aa Aa

Autoridades russas começaram hoje a analisar a caixa negra do avião russo que a 24 de novembro foi abatido por um míssil turco.

Os resultados devem ser apresentados na próxima segunda-feira.

O bombardeiro russo foi derrubado sobre a Síria, por um míssil disparado a partir de um caça F-16 turco, em resposta a uma suposta violação do espaço aéreo turco.

As autoridades de defesa russas e sírias afirmam que o avião russo nunca entrou no espaço aéreo turco.

Na conferência de imprensa de ontem, o presidente da Federação Russa disse que “alguém da administração turca” tinha decidido “lamber os americanos numa determinada parte”, e que Ancara deve a Moscovo um “pedido de desculpas”.

Putin acrescentou que não vê qualquer perspetiva para relançar as relações com a Turquia, e que o fundador da República, Mustafa Kemal Ataturk, devia estar a “dar voltas no túmulo” ao ver a “islamização” da Turquia moderna.

O avião foi abatido numa região conhecida como Montanhas Turcomanas. Ancara acusa Moscovo de bombardear o território sírio onde se encontram Turcomanos, sírios de descendência turca.