Última hora

Última hora

Morales e Humala visitam Equador pós-terramoto

Rafael Correa elogiou os esforços do Peru e da Bolívia.

Em leitura:

Morales e Humala visitam Equador pós-terramoto

Tamanho do texto Aa Aa

A recompor-se do terramoto que matou cerca de 660 pessoas e deixou destruída uma boa parte do oeste do país, o Equador recebeu a visita dos presidentes da Bolívia e do Peru, Evo Morales e Ollanta Humala, ao mesmo tempo que aviões dos dois países chegavam com ajuda humanitária.

O presidente equatoriano Rafael Correa elogiou o voluntarismo da Bolívia: “O que a Bolívia fez é incrível. É um país com um PIB per capita mais baixo que o nosso e, apesar disso, a solidariedade deles é enorme. Estão aqui três aviões bolivianos que trouxeram 90 toneladas de ajuda. Depois dele vem outro voo e antes dele vieram outros”.

Morales e Humala visitaram a região de Manta, uma das mais afetadas pelo terramoto.

O sismo do dia 16 é a maior tragédia das últimas sete décadas, no Equador. Além dos 659 mortos confirmados até agora, há 40 desaparecidos e mais de 29.000 deslocados e perto de 5000 feridos.

Correa pede mais ação por parte da União das Nações Sul-Americanas (Unasur), a quem pede a criação de um gabinete de gestão de riscos.