Última hora

Última hora

Arguidos do "LuxLeaks" recebidos como heróis por ativistas

Os dois denunciantes e o jornalista no coração do escândalo "LuxLeaks" foram recebidos como heróis por um grupo de ativistas, esta segunda-feira, no Luxemburgo. Os três arguidos foram a tribunal no âm

Em leitura:

Arguidos do "LuxLeaks" recebidos como heróis por ativistas

Tamanho do texto Aa Aa

Os dois denunciantes e o jornalista no coração do escândalo “LuxLeaks” foram recebidos como heróis por um grupo de ativistas, esta segunda-feira, no Luxemburgo.

Os três arguidos foram presentes a tribunal no âmbito do apelo das sentenças proferidas, em junho passado, por terem exposto acordos que permitiram a multinacionais não pagarem milhões de euros em impostos.

A eurodeputada francesa Virginie Roziere disse que “queremos apoiá-los, mas queremos também que haja um enquadramento que os proteja, garantindo que quando enfrentam a justiça, e o fardo financeiro que isso implica, tenham a ajuda necessária”.

O eurodeputado húngaro ecologista Benedek Jávor realçou que “recentemente, e em parte como consequência do caso Luxkeaks, a Comissão Europeia iniciou preparativos para propor uma diretiva de proteção dos denunciantes europeus”.

“Essa legislação deve ser feita o mais rapidamente possível e ser muito forte e eficaz na proteção daqueles que falam publicamente, daqueles que defendem o interesse público”, acrescentou Benedek Jávor.

Em 2014, os dois funcionários da empresa de auditoria PWC, Antoine Deltour and Raphaël Halet, e o jornalista Edouard Perrin, expuseram milhares de documentos sobre os acordos feitos pelo governo luxemburguês que reduziram as taxas de impostos para multinacionais, nalguns casos para menos de 1%.