EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Arguidos do "LuxLeaks" recebidos como heróis por ativistas

Arguidos do "LuxLeaks" recebidos como heróis por ativistas
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Os dois denunciantes e o jornalista no coração do escândalo "LuxLeaks" foram recebidos como heróis por um grupo de ativistas, esta segunda-feira, no Luxemburgo. Os três arguidos foram a tribunal no âm

PUBLICIDADE

Os dois denunciantes e o jornalista no coração do escândalo “LuxLeaks” foram recebidos como heróis por um grupo de ativistas, esta segunda-feira, no Luxemburgo.

Os três arguidos foram presentes a tribunal no âmbito do apelo das sentenças proferidas, em junho passado, por terem exposto acordos que permitiram a multinacionais não pagarem milhões de euros em impostos.

A eurodeputada francesa Virginie Roziere disse que “queremos apoiá-los, mas queremos também que haja um enquadramento que os proteja, garantindo que quando enfrentam a justiça, e o fardo financeiro que isso implica, tenham a ajuda necessária”.

O eurodeputado húngaro ecologista Benedek Jávor realçou que “recentemente, e em parte como consequência do caso Luxkeaks, a Comissão Europeia iniciou preparativos para propor uma diretiva de proteção dos denunciantes europeus”.

“Essa legislação deve ser feita o mais rapidamente possível e ser muito forte e eficaz na proteção daqueles que falam publicamente, daqueles que defendem o interesse público”, acrescentou Benedek Jávor.

Em 2014, os dois funcionários da empresa de auditoria PWC, Antoine Deltour and Raphaël Halet, e o jornalista Edouard Perrin, expuseram milhares de documentos sobre os acordos feitos pelo governo luxemburguês que reduziram as taxas de impostos para multinacionais, nalguns casos para menos de 1%.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pedro Sánchez vai propor ao parlamento espanhol o reconhecimento do Estado palestiniano

Prognóstico positivo para o PM eslovaco. Atacante ouvido pelo juiz

Verona: Papa abraça israelitas e palestinianos, familiares das vítimas da guerra