Última hora

Última hora

Novo governo italiano com poucas caras novas

O novo Primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, apresentou, esta segunda-feira, ao Presidente da República, a composição do seu governo.

Em leitura:

Novo governo italiano com poucas caras novas

Tamanho do texto Aa Aa

O novo Primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, apresentou, esta segunda-feira, ao Presidente da República, a composição do seu governo. Um executivo onde reaparecem várias caras do de Matteo Renzi. Na Economia e Finanças ressurge Pier Carlo Padoan, são também reconduzidos os ministros da Defesa, Trabalho, Cultura, Saúde e Justiça, entre outros. Há ministros que mudam de pasta. Apenas 5 são novos.

“Não posso esconder as dificuldades políticas que resultam do referendo e da crise política que se seguiu. Estes são desafios que temos de enfrentar (…) O governo vai começar a trabalhar de imediato com toda a sua força, focado nos problemas do país”, afirmou o novo chefe do executivo.

O substituto de Gentiloni, que era ministro dos Negócios Estrangeiros no Governo de Renzi, é Angelino Alfano, ex-ministro do Interior e antigo braço direito de Silvio Berlusconi. Marco Minniti, ex-secretário de Estado, responsável pelos serviços secretos, substituiu Alfano no Ministério do Interior.

O novo governo será apresentado esta terça-feira à Câmara dos Deputados e depois ao Senado, para ser aprovado.

O objetivo é que o país possa fazer-se representar no próximo Conselho Europeu, que decorre quinta-feira.

Com Lusa