Última hora

Em leitura:

Tribunal recusa recurso de Trump sobre veto migratório


mundo

Tribunal recusa recurso de Trump sobre veto migratório

Apesar das palavras confiantes de Donald Trump, “vamos ganhar”, as coisas não estão fáceis para o presidente americano.

O tribunal federal de segunda instância recusou reverter a decisão de um juiz que impediu a aplicação do decreto que proíbe a entrada, no país, de cidadão de uma lista de sete países de maioria muçulmana.

Antes da decisão ser conhecida, Trump tinha já reagido no Twitter, dizendo que a decisão do juiz James Robart abre o caminho à entrada de potenciais terroristas no país.

Num tweet anterior, humilhou o magistrado, ao chamar-lhe “aquele que dizem ser juiz”.

A reversão do veto imposto por Trump está a ser aproveitada por muitos cidadãos destes sete países para entrar ou regressar aos Estados Unidos.

No aeroporto de Dulles, em Washington, um grupo de voluntários montou uma banca de apoio jurídico: “Espero que, com base nesta ordem, muitas pessoas possam regressar a casa hoje, amanhã e no futuro. Não sabemos quando é que as coisas vão poder mudar. Pode demorar dias, semanas ou meses”, diz Ofelia Calderón, uma das voluntárias.

O decreto de Trump visa cidadãos do Iémen, Irão, Iraque, Líbia, Síria, Somália e Sudão e inclui pessoas com visto de residência nos Estados Unidos. É uma das medidas mais polémicas e mais contestadas até agora tomadas pelo novo presidente americano.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Líbia

Grupo de 110 migrantes intercetado na Líbia