Última hora

Última hora

Papa Francisco deixa o Peru

Em leitura:

Papa Francisco deixa o Peru

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas acompanharam o trajeto do Pontífice entre Lima e o aeroporto, este domingo. 

Cerca de um milhão de fiéis assistiram à ultima missa do Papa da capital Peruana, durante a qual Francisco apelou à solidariedade e boa vontade entre as pessoas.

"Uma sociedade que não consegue aceitar pessoas em sofrimento e que é incapaz de ajudar a minimizar a dor, através de compaixão, é uma sociedade cruel e deshumana", disse o Papa. 

A passagem pelo Chile continua envolta em polémica, face às críticas de vítimas de abusos sexuais. 

O líder da Igreja Católica saiu em defesa do bispo chileno Juan Barros, acusado de ter encoberto abusos a menores do sacerdote Fernando Karadima.

Quando questionado sobre as acusações contra o bispo, o pontífice foi taxativo na sua defesa: "O dia em que me trouxerem provas contra o bispo Barros, então falo. Não há uma única prova contra. É tudo uma calúnia. Fui claro?"

O apoio de Francisco a Juan Barros já não é novo. Em 2015, o Papa havia dito que as acusações eram uma forma de desacreditar o bispo.

Ainda no Chile, o Papa Francisco chegou a encontrar-se com outras vítimas de abusos sexuais, tendo rezado com elas. Foi também em solo chileno que Jorge Bergoglio alertou os bispos para as tentações do clericalismo.