Papa Francisco deixa o Peru

Papa Francisco deixa o Peru
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Papa despediu-se com uma missa à qual assistiu mais de um milhão de fiéis.

PUBLICIDADE

Milhares de pessoas acompanharam o trajeto do Pontífice entre Lima e o aeroporto, este domingo. 

Cerca de um milhão de fiéis assistiram à ultima missa do Papa da capital Peruana, durante a qual Francisco apelou à solidariedade e boa vontade entre as pessoas.

"Uma sociedade que não consegue aceitar pessoas em sofrimento e que é incapaz de ajudar a minimizar a dor, através de compaixão, é uma sociedade cruel e deshumana", disse o Papa. 

A passagem pelo Chile continua envolta em polémica, face às críticas de vítimas de abusos sexuais. 

O líder da Igreja Católica saiu em defesa do bispo chileno Juan Barros, acusado de ter encoberto abusos a menores do sacerdote Fernando Karadima.

Quando questionado sobre as acusações contra o bispo, o pontífice foi taxativo na sua defesa: "O dia em que me trouxerem provas contra o bispo Barros, então falo. Não há uma única prova contra. É tudo uma calúnia. Fui claro?"

O apoio de Francisco a Juan Barros já não é novo. Em 2015, o Papa havia dito que as acusações eram uma forma de desacreditar o bispo.

Ainda no Chile, o Papa Francisco chegou a encontrar-se com outras vítimas de abusos sexuais, tendo rezado com elas. Foi também em solo chileno que Jorge Bergoglio alertou os bispos para as tentações do clericalismo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Papa termina viagem sul-americana em que pedofilia foi tema incómodo

Papa encontra-se com crianças da Amazónia

Papa ataca corrupção