Última hora

Última hora

A "esposa deliciosa" ou o inglês "Macronrónico" que se tornou viral

Em leitura:

A "esposa deliciosa" ou o inglês "Macronrónico" que se tornou viral

© Copyright :
AAP/Pool/Jason McCawley/via REUTERS
Tamanho do texto Aa Aa

Nem o presidente francês corrigiu o engano, nem o primeiro-ministro australiano reagiu.

Lado a lado, Emmanuel Macron e Malcom Turnbull encerraram a visita do Chefe de Estado francês à Austrália com o protocolo utilizado nestas circunstâncias: um discurso de agradecimento do visitante e um aperto de mãos para selar o momento.

Mas Macron falou em inglês e incluiu a esposa do primeiro-ministro nos agradecimentos: "queria agradecer pelas suas boas-vindas”, disse, “obrigado a si e à sua esposa deliciosa pela calorosa receção”.

Malcom Turnbull nada disse, mas os microfones estavam ligados e as redes sociais amplificaram o engano.

"Será um ato falhado freudiano? Uma piada relacionada com a gastronomia francesa? Ou ainda, uma semana depois da visita a Washington, uma brincadeira com os comentários feitos por Donald Trump sobre a esposa de Macron?", pergunta o jornalista Trevor Marshallsea, que assina na Bloomberg.

No Twitter, Jamie McKinnell, jornalista da Associated Press, avança pistas para a "gaffe": em francês "délicieux” pode ser considerado “delightful” (encantador) ou “lovely” (adorável). Ou seja, Macron poderá ter considerado que “delicious” teria o mesmo significado que “délicieux”.

No ano passado, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante uma visita de Estado a França, elogiou a primeira-dama francesa, Brigitte Macron, por estar em "tão boa forma".