EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

A "esposa deliciosa" ou o inglês "Macronrónico" que se tornou viral

A "esposa deliciosa" ou o inglês "Macronrónico" que se tornou viral
Direitos de autor AAP/Pool/Jason McCawley/via REUTERS
Direitos de autor AAP/Pool/Jason McCawley/via REUTERS
De  Euronews com Reuters
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

No final da visita à Austrália, Emmanuel Macron agradeceu ao primeiro-ministro Malcom Turnbull e à sua esposa. Mas enganou-se no adjetivo.

PUBLICIDADE

Nem o presidente francês corrigiu o engano, nem o primeiro-ministro australiano reagiu.

Lado a lado, Emmanuel Macron e Malcom Turnbull encerraram a visita do Chefe de Estado francês à Austrália com o protocolo utilizado nestas circunstâncias: um discurso de agradecimento do visitante e um aperto de mãos para selar o momento.

Mas Macron falou em inglês e incluiu a esposa do primeiro-ministro nos agradecimentos: "queria agradecer pelas suas boas-vindas”, disse, “obrigado a si e à sua esposa deliciosa pela calorosa receção”.

Malcom Turnbull nada disse, mas os microfones estavam ligados e as redes sociais amplificaram o engano.

"Será um ato falhado freudiano? Uma piada relacionada com a gastronomia francesa? Ou ainda, uma semana depois da visita a Washington, uma brincadeira com os comentários feitos por Donald Trump sobre a esposa de Macron?", pergunta o jornalista Trevor Marshallsea, que assina na Bloomberg.

No Twitter, Jamie McKinnell, jornalista da Associated Press, avança pistas para a "gaffe": em francês "délicieux” pode ser considerado “delightful” (encantador) ou “lovely” (adorável). Ou seja, Macron poderá ter considerado que “delicious” teria o mesmo significado que “délicieux”.

No ano passado, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante uma visita de Estado a França, elogiou a primeira-dama francesa, Brigitte Macron, por estar em "tão boa forma".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jamaica faz tremer permanência do Brasil no Mundial

Líder da independência da Nova Caledónia comparece em tribunal devido aos tumultos

Aumentam preocupações com as propostas económicas dos partidos antes das eleições francesas