This content is not available in your region

Caos do Brexit causa desespero em Bruxelas

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
Caos do Brexit causa desespero em Bruxelas
Direitos de autor  Reuters   -  

O clima agitado com que a Câmara dos Comuns reabriu e retomou os debates sobre o Brexit contrasta com a aparente calma, mesmo se acompanhada de desespero, que se vive em Bruxelas. O grupo do Parlamento Europeu sobre o Brexit esteve reunido. À saída, o chefe dos negociadores da União Europeia, Michel Barnier, mostrou-se diplomático: "Têm de perceber que não vou e não quero comentar o que se passa em Westminster. Do nosso lado, sempre respeitámos a situação política na Grã-Bretanha e não vou mudar a minha linha".

Mas as conversações continuam e Barnier continua à espera de propostas credíveis do Reino Unido sobre como resolver o impasse do Brexit: "Continuamos prontos para trabalhar sobre quaisquer novas propostas, legais e operacionais, vindas do Reino Unido", acrescenta.

Outros, em Bruxelas, têm dúvidas sobre se Boris Johnson quer, de facto, encontrar um entendimento com a União Europeia.

Diz Philippe Lamberts, do grupo do PE para o Brexit: "A única conclusão racional que posso tirar é que Boris Johnson não está à procura de soluções, porque uma solução implicaria encontrar um compromisso com a União Europeia e depois conseguir um compromisso em Westminster para aprovar um acordo. Se queremos conseguir isso, o melhor é não começar por confrontar as pessoas como ele faz".

Mesmo se os negociadores da União Europeia encontrarem um novo acordo com o governo britânico, não há certezas de que esse acordo vá ser aceite por um parlamento de Londres em guerra permanente.

As críticas a Boris Johnson choveram depois da intervenção na Câmara dos Comuns. Vêm da família e não apenas política. A irmã Rachel Johnson deu uma entrevista demolidora. Aguardam-se as cenas dos próximos capítulos.