This content is not available in your region

Sinterklaas: A tradição que leva a manifestações anti-racismo

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Sinterklaas: A tradição que leva a manifestações anti-racismo
Direitos de autor  Patrick Post/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved

Cumpre-se a tradição holandesa: Sinterklaas, o "São Nicolau", já chegou. Traz presentes, tem barba, veste-se de vermelho e parece o pai natal. Mas não é. São Nicolau é o padroeiro das crianças, nos Países Baixos. 

Os ajudantes de São Nicolau são chamados de "Pedros pretos". Ainda hoje se recria a lenda vista por muitos como racista.

Perto de uma centena de manifestantes anti-racismo pediram, na rua, que a personagem do ajudante seja abolida. O protesto foi organizado pelo movimento: "Kick out black Pete", em português: "Expulsem o Pedro preto". 

Jerry Afriyie, um dos fundadores do movimento Kick Out Black Pete, fala de uma tradição que apoia o racismo sistémico que diz existir no país.

A polícia deteve sete pessoas que quiseram terminar com a manifestação.

A chegada do padroeiro das crianças acontece por esta altura, em novembro, semanas antes do dia de São Nicolau, a 5 de dezembro. A tradição nasceu no século XIV e, embora controversa, continua a ser celebrada 700 anos depois.